Família Frainer

_________________________________________________________________________

email: contato@familiafrainer.com.br

 

 

Agostinho  

 

 

 


Nascido em 12/05/1908, na cidade de Veranópolis RS.

 

 

Falecido em 08/07/1972, na cidade de Porto Alegre RS.

    Agostinho Jacintho Frainer

 

"Uma Vida dedicada ao CINEMA"...CINE ODEON...

 

    O CINE ODEON praticamente nasceu na cidade de Veranópolis, no estado do RS, quando Agostinho Jacintho Frainer e seu primo Luiz Alécio Frainer, cheios de esperanças associaram-se para explorar o ramo de “cinema ambulante”. Nesta luta percorreram grande parte dos municípios gaúchos, catarinenses e paranaenses, adquirindo na batalha dos sacrifícios diários, experiências e fortes conhecimentos do ofício ao mesmo tempo em que forjavam seu caráter na luta honesta da vida.

 

 

   Em 1929, os dois jovens chegavam a Santa Rosa, então denominada 14 de Julho, dando os primeiros espetáculos cinematográficos na veterana Sociedade Concórdia. A exemplo do acontecido em outras localidades, Agostinho e Luiz sempre queriam seguir a jornada após as apresentações, mas foi quando um grupo de pessoas insistiu para que permanecessem mais tempo. A dupla aceitou com certa relutância. Afinal, atendendo a novos pedidos, resolveram instalar-se definitivamente em nosso meio, integrando-se desde logo nos costumes e aspirações da população, e ao lado destes, lutando pelo engrandecimento do município. Sua presença e sua colaboração, se fizeram sentir de maneira continuada e crescente na vida social e econômica de Santa Rosa, participando na vanguarda, e com destaque, em todos os bons momentos. Em 1930 passou o ODEON para o edifício Matter, prédio ainda de madeira, na esquina oposta à atual Igreja Católica. Ali a população santa-rosense passou noites memoráveis, pois quase sempre uma orquestra acompanhava as exibições, já que naquela época o cinema era mudo.

 

 

  No dia 6 de janeiro de 1931, o CINE ODEON instalou-se em edifício próprio na rua Sinval Saldanha, e eis que também o extinto Agostinho Frainer associava-se ao Sr. Augusto Zenni, posteriormente proprietário da Casa aliança de Santa Rosa.

 

  "Em 17 de dezembro de 1932 acontece o enlace com o grande amor de sua vida na cidade de Santa Cruz RS...Helma Amanda Böeck...". "No dia 30 de outubro de 1933 nascem os gêmeos do casal, mas durante o parto apenas um sobrevive... Jacir Agostinho Frainer".

 

 

  Em 1934 surgia um sistema revolucionário na época, o “VITAPHONE”, constituindo-se numa vitrola elétrica, mas que não coordenava o som com a projeção. Mas em 1935 surgia o “MOVIETONE”, que tratava-se da gravação na própria película, causando naquela época admiração e até espanto. Assim continuou sua carreira, sozinho então na direção, o falecido Agostinho Frainer, inúmeras vezes sustentando sua árdua luta com proventos de um bar anexo ao cinema, de onde as guloseimas caseiras vendidas de porta em porta ou os risotos na madrugada a freqüentadores do carteado, efetuados por sua esposa Helma Frainer, conseguiam amenizar o desequilíbrio das finanças. Mas quis o destino que em 16 de dezembro de 1946, um incêncio durante uma matinê, destruísse completamente o cinema, o bar e a própria residência do casal Frainer. Em 1947 a população de Santa Rosa ficou privada dos bons espetáculos cinematográficos. Mas a conhecida força de vontade e o espírito de luta, fizeram com que Frainer, através do amparo e dedicação integral de sua esposa Helma, construísse um novo cinema de alvenaria, que foi inaugurado em 6 de janeiro de 1948. "Helma partilhou com Agostinho, uma união que durou 25 anos".

 

 

  Em 1955 surgia o “CINEMASCOPE”, 3ª dimensão, Tela Panorâmica e Vistavision, e sem perda de tempo também esta novidade no mundo da sétima arte era introduzida no ODEON. Passado algum tempo, o ODEON integrava-se num poderoso circuito, associando-se a cinemas de Santo Ângelo e São Luiz Gonzaga; sociedade desfeita em meados dos anos 70. Agostinho frainer não parava aí, já que em 1962 inaugurava no bairro Cruzeiro, o cine SIDERAL, trazendo posteriormente ao público a maior conquista do cinema atual da época, a projeção em 70 milímetros. Este empreendimento trouxe muitos dissabores a Frainer, pois muitas vezes o SIDERAL deixou de apresentar bons espetáculos pelo fraco público. O ano de glória para a empresa do CINE ODEON foi sem dúvida o ano de 1971, quando eram adquiridos os direitos de exploração do CINE IMPERIAL da progressista cidade de Três de Maio, incorporando-o como filial. Eis em traços gerais a evolução da empresa, até inícios da década de 70. Após Agostinho veio a falecer, tendo posteriormente mudado a administração. O CINE ODEON ainda funcionou até início dos anos 90, sendo o prédio vendido posteriormente para o atual proprietário das Lojas Colombo.

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotos

 

 

 

Seguem as fotos mostrando alguns momentos  na vida de Agostinho.

©Copyright 2009 "Família Frainer"Todos direitos reservados.     Desenvolvedor: Acyr A. F.   (41)99256-1870 whatsapp      última atualização: 02/07/2017